Um atirador segue um funcionário da Applebee até o restaurante e atira nela.

Um atirador segue um funcionário da Applebee até o restaurante e atira nela.

Na semana passada, durante um assalto em Memphis, Tennessee, um atirador atacou a funcionária de uma Applebee depois que ela se recusou a lhe dar dinheiro.

O trabalhador estava retirando o lixo atrás do Applebee's na Union Avenue por volta das 4h, de acordo com um comunicado publicado no Facebook pelo Departamento de Polícia de Memphis. Quando o atirador se aproximou dela no último sábado, ele brandiu uma arma e exigiu dinheiro. A vítima, por outro lado, correu de volta para o restaurante e tentou se esconder no escritório.

O suspeito a perseguiu, invadiu o escritório e roubou o dinheiro antes de atirar na cabeça do funcionário. Ele então saiu correndo dos fundos do restaurante, seu último destino de viagem desconhecido.



Um porta-voz do Departamento de Polícia de Memphis disse à Newsweek no sábado que a vítima não precisava ser levada ao hospital, mas não forneceu nenhuma informação adicional.

Ataque de Applebee mata trabalhador atingido por atirador

O homem foi visto entrando e saindo do restaurante em um vídeo de vigilância divulgado pela polícia. Enquanto isso, a partir de sábado, nenhuma prisão havia sido feita, e a investigação ainda estava em andamento. O suspeito foi descrito como um homem negro vestindo uma camisa de cor escura amarrada na cabeça e cobrindo o rosto, bem como um moletom preto, jaqueta preta e calças escuras.

O suspeito estava usando meias pretas em ambas as mãos, acrescentou o Departamento de Polícia de Memphis.

O Departamento de Polícia de Memphis foi contatado pela Newsweek para uma resposta.

No início deste ano, um funcionário de 16 anos do McDonald's foi morto a tiros no banheiro durante uma briga no Arizona, segundo relatos. Segundo a polícia, o adolescente entrou em uma briga física com a pessoa que atirou nele. O suspeito, que a polícia acredita que conhecia a vítima, fugiu do local.

Após um desacordo sobre o molho extra, que lhe foi dito que vem com uma sobretaxa, um cliente supostamente atirou em um funcionário do Jack in the Box em Houston, Texas, na semana passada.

Após uma alegada discussão sobre um desconto na batata frita, um funcionário do McDonald's foi baleado em janeiro por uma mulher. Terika Clay, a mulher, foi presa e acusada de agressão em primeiro grau e ação criminosa.

Em um incidente separado, um homem que foi baleado no McDonald's em Decalb County, Geórgia, na semana passada, está em estado crítico.

Quando chegaram, descobriram um homem de 40 anos com um ferimento de bala no estacionamento. Em estado crítico, ele foi transportado de helicóptero para um hospital próximo. A cena foi assegurada, e os detetives estão a caminho para entrevistar testemunhas e reunir provas, segundo o Departamento de Polícia do Condado de Dekalb na época.