Depois que a Rússia emitiu um alerta da Terceira Guerra Mundial, a China pede moderação.

Depois que a Rússia emitiu um alerta da Terceira Guerra Mundial, a China pede moderação.

A China disse na terça-feira que ninguém quer ver uma terceira guerra mundial e que espera que as partes relevantes na crise da Ucrânia possam evitar que o conflito se agrave.

Wang Wenbin, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, alertou para um preço mais alto para a Europa e o resto do mundo e instou as partes envolvidas a chegar a uma resolução pacífica o mais rápido possível.

Nas circunstâncias atuais, todas as partes devem apoiar o diálogo e a negociação em primeiro lugar para evitar a expansão e o prolongamento do conflito, disse ele.



Em uma entrevista que foi ao ar na segunda-feira, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, discutiu abertamente a séria ameaça da Terceira Guerra Mundial. O conflito Rússia-Ucrânia até agora envolveu apenas os dois países, apesar do fato de a Ucrânia estar recebendo assistência militar significativa de outros países, incluindo os Estados Unidos. No entanto, há temores de que o conflito se espalhe e atraia o resto do mundo.

Resposta da China aos comentários da 3ª Guerra Mundial

Em uma entrevista com o Canal Um da Rússia, Lavrov mencionou a possibilidade do conflito Rússia-Ucrânia se transformar em uma guerra nuclear. Ele havia afirmado anteriormente em uma entrevista com a Índia Hoje que a Rússia só usaria armas convencionais em seu conflito com a Ucrânia.

A possibilidade de que a guerra se espalhasse além das fronteiras da Ucrânia, resultando em uma grande potência nuclear como os Estados Unidos, motivou as observações de Lavrov sobre um conflito nuclear. Envolvendo-se militarmente

Durante a entrevista do Canal Um, Lavrov também afirmou que Moscou e Washington deveriam reafirmar seu compromisso com os ex-líderes russos e americanos Mikhail Gorbachev e a promessa de Rony Reagan de que em uma guerra nuclear não pode haver vencedores.

Os perigos [de uma terceira guerra mundial] são extremamente altos. Eu não quero que eles sejam inflados artificialmente, explicou Lavrov. O risco é real e sério. Não é para ser tomado de ânimo leve.

A Rússia não é o único grande ator no conflito ucraniano que mencionou uma terceira guerra mundial.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, alertou na CNN no mês passado que, se as negociações de paz com a Rússia falharem, uma terceira guerra mundial pode eclodir.

Durante um discurso no mês passado, o vice-presidente Joe Biden afirmou que os Estados Unidos são um líder global. Não vamos travar uma guerra contra a Rússia na Ucrânia porque um confronto direto entre a OTAN e a Rússia seria a Terceira Guerra Mundial, que devemos nos esforçar para evitar, disse ele.

Os ministérios das Relações Exteriores da Rússia e da China se recusaram a comentar quando contatados pela Newsweek.